23Abril2017

Download Template for Joomla Full premium theme.

Deutschland online bookmaker http://artbetting.de/bet365/ 100% Bonus.

Online bookmaker bet365

Criação de Aglomerado Urbano é discutida em São Joaquim da Barra

Reunião abordou a criação de instrumento de integração regional

A cidade de São Joaquim da Barra sediou a primeira reunião para discutir a criação do aglomerado urbano da região de Franca. O encontro aconteceu na manhã da última quinta-feira, 23, na câmara municipal da cidade. Participaram da reunião o prefeito Marcelo Mian, o vice Éder Tavares, os vereadores Cláudio Roberto Caridade, o Cheba , José Paulo Sena Covas, Maria Aparecida Seabra de Souza, Neusa Aparecida Franco Mila e Tieta Melo, representantes do Lions Club e do Rotary Club, entre outras lideranças políticas, de entidades e da sociedade civil.  A discussão contou com a presença do deputado estadual Roberto Engler (PSDB).  Na reunião foi tratado sobre o movimento pela criação do Aglomerado Urbano da região de Franca, que inclusive São Joaquim da Barra estará inserida. Lideranças políticas e civis participaram do encontro, que serviu de preparação para outro, a ser realizado no próximo dia 20 de março, em Franca, com a presença do subsecretário estadual de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita.  O deputado estadual Roberto Engler falou sobre como a integração regional oferecida pela criação do Aglomerado Urbano permitirá unificar o planejamento e a implantação de políticas públicas em determinadas áreas temáticas. O Prefeito Marcelo Mian disse essa iniciativa trará um grande avanço para a nossa cidade e consequentemente para os municípios participantes. Para ele, o aglomerado urbano fortalecerá a região e poderá trazer muitas conquistas que beneficiará todas essas cidades. No próximo dia 20 de março, o subsecretário de Desenvolvimento Metropolitano, Edmur Mesquita, e o diretor vice-presidente da Emplasa (Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano), Luiz José Pedretti, estarão em Franca para debater a criação do Aglomerado Urbano da região com lideranças políticas e civis. O encontro deve ocorrer às 10 horas, no auditório do Senai. A intenção é esclarecer para os mais diversos segmentos das cidades da região detalhes sobre como se dá a criação do órgão intermunicipal e também sobre como é o seu funcionamento. A princípio, o Aglomerado seria formado por Aramina, Buritizal, Cristais Paulista, Franca, Guará, Igarapava, Ipuã, Itirapuã, Ituverava, Jeriquara, Miguelópolis, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista, totalizando 18 cidades. Não está afastada, no entanto, a hipótese de inclusão de outros municípios vizinhos, a depender dos estudos que vêm sendo realizados pela Emplasa.  A definição de políticas públicas para um conjunto de municípios tende a resultar em mais facilidade para a captação de investimentos e em soluções ao mesmo tempo mais eficientes e mais baratas. Facilita, ainda, o planejamento de médio e longo prazo para a região.  As ações a serem empreendidas no Aglomerado Urbano passam pela deliberação de dois conselhos, o de desenvolvimento e o consultivo. O primeiro é composto por representantes das prefeituras e do Governo do Estado. O segundo é formado por câmaras temáticas, com a participação direta da sociedade civil. O estado de São Paulo tem, atualmente, dois Aglomerados Urbanos já criados, nas regiões de Jundiaí e Piracicaba.